Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS) da Embrapa fecharam 2017 em queda de 8,92% e 9,41%, respectivamente, na soma dos 12 meses do ano. Considerado apenas o mês de dezembro em relação a novembro, o ICPFrango/Embrapa subiu 3,02%, fechando em 190,09 pontos, enquanto o ICPSuíno/Embrapa aumentou 0,45%, encerrando em 199,88 pontos.

Com o aumento nos ICPs, o custo de produção do quilo de suíno vivo em ciclo completo em Santa Catarina passou de R$ 3,48 em novembro para R$ 3,49. Já o custo de produção de frango de corte no Paraná, calculado a partir dos resultados de custos de produção para aviário tipo climatizado em pressão positiva, passou de R$ 2,38 para R$ 2,46 por quilo vivo em dezembro. Ambos estados são usados como referência por serem os maiores produtores nacionais.

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. O ICPFrango/Embrapa refere-se aos custos de produção no Paraná para aviário tipo climatizado em pressão positiva, modelo referencial de produção. Já o ICPSuíno/Embrapa é obtido a partir de resultados de custos da produção de suínos em sistema ciclo completo em Santa Catarina.

Disponível para download gratuito, o Custo Fácil auxilia o produtor integrado e a assistência técnica a organizar as informações necessárias para estimar o custo de produção e obter relatórios úteis para a gestão da granja. O aplicativo é indicado para integrados com contratos de parceria e de comodato para os sistemas de produção de suínos em creche e terminação, produção de leitões e frango de corte. O aplicativo pode ser baixado em telefone celular ou tablet com sistema Android clicando no ícone da Play Store e fazendo a busca por “Custo Fácil” ou “Embrapa”.

Planilha de cálculo do custo de produção do integrado – A Embrapa Suínos e Aves disponibiliza gratuitamente no site da CIAS uma planilha eletrônica que ajuda produtores integrados de suínos e de frango de corte na gestão da granja. A planilha permite ao produtor integrado e à assistência técnica inserir os coeficientes técnicos bem como o valor dos investimentos em instalações e equipamentos e despesas operacionais, gerando resultados de custos de modo fácil e uma estimativa da Taxa Interna de Retorno (TIR) do investimento realizado.

SEM COMENTÁRIO