Deputado Allan defende empoderamento das mulheres

O professor e deputado Allan Kardec (sem partido) afirmou nessa segunda-feira (02) que, para combater a violência contras as mulheres, é necessário efetivá-las nos espaços de decisão do país. A afirmação foi feita durante audiência pública realizada no Teatro Zulmira Canavarros, na Assembleia Legislativa, para debater o feminicídio, que é o crime baseado no gênero.

A audiência contou com autoridades especializadas no assunto, estudantes e a presidenciável Manuela D’Ávila (PCdoB-RS). Mato Grosso está entre os estados com os maiores números de violência contra mulher.

“Os dados são alarmantes: uma a cada três mulheres já foi vítima de violência. O machismo mata. Por isso, acredito que a gente precisa dar um basta nesse cenário e para alcançarmos tal objetivo precisamos efetivar as mulheres nos espaços de decisão”, afirmou Allan.

Manuela D’Ávila também lamentou a situação das mulheres no país. “Somos 52% do eleitorado no Brasil, mas recebemos 60% a menos que os homens e 21% menos ainda depois da maternidade. E tudo isso é visto como natural desde a infância por conta da cultura que temos”, afirmou.

A audiência contou também com autoridades como a promotora Lindinalva Rodrigues, coordenadora do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, do Ministério Público Estadual (MPE). “Temos mais de 12 mil processos somente na Capital envolvendo esse tipo de caso”, completa o juiz Jamilson Haddad, da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Cuiabá. Também participaram representantes de movimentos sociais, a delegada Ana Cristina Feldner, a defensora pública Rosana Leite Antunes de Barros, entre outras.

O evento foi solicitado pela também deputada estadual Janaína Riva (MDB), que cobrou propostas para reduzir os índices de violência. Ela alega que Mato Grosso é o terceiro estado mais violento com as mulheres, tendo registrado 20 casos de feminicídios somente nos primeiros meses de 2018.

Leia também:

AL realiza curso de Processo Legislativo aberto à sociedade

As inscrições começam hoje (22), mas serão encerradas assim que o limite de 150 vagas for preenchido …