Jornal Página do Estado

Sem FEX, governo Taques não paga 13º dos servidores estaduais

Assessores do governador Pedro Taques confirmaram que a área econômica do Estado fez o possível para conseguir os recursos para os pagamentos, mas não deu. Além disso culpam o presidente Michel Temer (MDB) que vai deixar para o novo governo federal de Jair Bolsonaro (PSL) a incumbência de repassar os recursos do FEX, da ordem de R$ 510 milhões em janeiro.

Os servidores públicos estaduais nascidos em novembro e em dezembro, além dos servidores comissionados vão passar as festas e Natal e Ano Novo sem o décimo terceiro salário, igual aos professores interinos que só devem receber o abono salarial junto com suas recisões contratuais no ano que vem. O pagamento do décimo terceiro salário deveria, como determina a lei, ter sido pago na última quinta-feira. Não foi e o governo Pedro Taques (PSDB) alega problemas no fluxo de caixa.

Assessores do governador Pedro Taques confirmaram que a área econômica do Estado fez o possível para conseguir os recursos para os pagamentos, mas não deu. Além disso culpam o presidente Michel Temer (MDB) que vai deixar para o novo governo federal de Jair Bolsonaro (PSL) a incumbência de repassar os recursos do FEX, da ordem de R$ 510 milhões em janeiro.

O governador Pedro Taques disse nesta sexta-feira que ainda vem fazendo todos os esforços para tentar resolver o problema antes de entregar o cargo a seu sucesso, Mauro Mendes (DEM) em primeiro de janeiro de 2019. Segundo ele vai esperar até o dia 28, último dia de funcionamento dos bancos no ano para tentar ver se a um aumento na arrecadação de impostos que possam garantir o pagamento.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

Mulher é detida por bater na cabeça de recém-nascida quando tentava agredir a mãe do bebê em Cuiabá

Aos policiais ela afirmou que tomava cerveja quando viu a jovem, com quem já teria …