Jornal Página do Estado

Salvini quer penas mais duras para assassinos e estupradores na Itália

O ministro do Interior e vice-premiê da Itália, Matteo Salvini, anunciou dois novos projetos de lei para combater a violência de gênero nesta sexta-feira (8).

O primeiro projeto apresentado pelo líder direitista Matteo Salvini prevê o fim de “descontos” nas penas de assassinos e estupradores de mulheres.

O outro projeto estabelece que a Justiça tenha três dias após uma denúncia de assédio ou abuso para escutar a vítima e evitar “mortos e feridos”.

“Estou convencido de que um ministro não deva se limitar a dar os parabéns”, declarou o vice-premiê da Itália, segundo a agência ANSA.

O objetivo de Salvini é aprovar as duas leis no Parlamento ainda no primeiro semestre.

Na última quarta-feira (6), a Câmara dos Deputados da Itália aprovou um projeto de lei que expande as definições de legítima defesa, como noticiou a RENOVA.

Jornal Página do Estado

Leia também:

CARLA ZAMBELLI: ATAQUE DE GM A MORO É CRIME COMUM E DE RESPONSABILIDADE

No Twitter, a deputada federal paulista Carla Zambelli (@CarlaZambelli17) saiu em defesa de Sergio Moro …