Jornal Página do Estado

Barbudo lamenta decisão do TRE e diz que PSL vai recorrer

MARCUS VAILLANT

Deputado Nelson Barbudo, presidente regional do Partido Social Liberal (PSL), lamentou a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) que cassou a senadora Selma Arruda, sua correligionária.

Na tarde desta terça-feira (10), sob relatoria do desembargador Pedro Sakamoto, os magistrados votaram para que Selma e seus suplentes, Gilberto Possamai e Clerie Fabiana, fossem afastados de seus cargos.

Eles são acusados de praticar propaganda extemporânea durante a pré-campanha com uma empresa de publicidade com valores acima de sua capacidade financeira. A defesa, contudo, ainda pode recorrer da decisão.

Barbudo, de antemão, anunciou que o partido deve recorrer às instâncias superiores para que a senadora permaneça no cargo. Em nota, o presidente afirmou que a trajetória de Selma é indispensável e de grande importância no combate à corrupção em Mato Grosso.

“Além disso, pontua que o destaque dado à senadora no início do mandato é fruto do trabalho realizado por uma representante do povo, comprometida com a legalidade, a moralidade e a eficiência na administração pública”, diz trecho de nota.

Investigações do Ministério Público Federal (MPF) apontaram que a senadora e seu 1º suplente fizeram despesas tipicamente eleitorais de, no mínimo, R$ 1,2 milhão, no período que antecedeu o início da campanha, o que é considerado ilegal.

O nome de Baburdo é citado como um dos possíveis candidato ao Senado, caso seja confirmada a cassação de Selma em instância superior.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

PSD avalia Niuam Ribeiro para prefeitura de Cuiabá

Com 26 prefeitos e 21 vice-prefeitos em Mato Grosso, o Partido Social Democrático (PSD) já …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *