Jornal Página do Estado

Com cassação de Selma Arruda, vários políticos se movimentam para uma nova disputa ao Senado em MT

Um dos mais animados na disputa é Adilton Sachetti, que teve 333.082 votos na eleição passada e que acredita com o novo cenário político e os revezes que acontecem em Brasília, principalmente contra o agronegócio, poderá se beneficiar tendo uma excelente votação.

A decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso de cassar, por unanimidade a senadora Selma Arruda (PSL) e determinar a realização de uma nova eleição no Estado para escolha de um novo senador, provocou já na quarta-feira uma intensa disputa ao cargo, com vários postulantes. Até mesmo no PSL, partido da senadora cassada, já surge um nome, que curiosamente deveria estar ao lado dela na briga para que permaneça no cargo, uma vez que vai recorrer da decisão mato-grossense: o deputado federal Nelson Barbudo,que contou em grande parte a as grande votação ao apoio recebido da ex-juíza.

Já surgem nesta disputa os candidatos derrotas ao Senado no pleito do ano passado, Carlos Fávaro (PSD) terceiro colocado e que viu o TRE não permitir sua posse imediata até uma nova eleição e Adilton Sachetti (PRB) que ficou na quinta colocação. Além deles são colocados em evidência, os ex-governadores Pedro Taques (PSDB), derrotado para a reeleição e Júlio Campos (DEM) que tem seu irmão Jayme Campos no Senado.

Um dos mais animados na disputa é Adilton Sachetti, que teve 333.082 votos na eleição passada e que acredita com o novo cenário político e os revezes que acontecem em Brasília, principalmente contra o agronegócio, poderá se beneficiar tendo uma excelente votação.

Já Carlos Fávero, acredita que poderá ter o apoio do DEM, caso Júlio Campos desista da disputa e do governador Mauro Mendes para alavancar sua candidatura e ultrapassar os 434.972 votos que teve em outubro.

Fonte: 24 Horas News

Jornal Página do Estado

Leia também:

Sem foro privilegiado, Valtenir volta a ser alvo e será julgado por corrupção passiva

Inquérito de corrupção passiva envolvendo o deputado federal Valtenir Pereira (MDB) e a empresa Ideia …