Jornal Página do Estado

Homem é preso por divulgar ameaças do Comando Vermelho nas redes sociais

Reprodução

Três homens foram presos, na terça-feira (13), em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá), suspeitos de espalharem áudios pela cidade, convocando integrantes do Comando Vermelho para cometerem crimes contra policiais e outros agentes públicos da área da segurança.

“Tem que oprimir mesmo a Polícia, socar bala nessa Polícia, família aí do grupo (…) tem que juntar os armamentos, tudo dois passa nada”, diz trecho de um dos áudios investigados pelas policias Civil e Militar. Segundo a investigação, o autor da mensagem é Samuel de Souza Valdivino, de 30 anos.

“Podemos notar nitidamente que ele incita o crime, dizendo para os ‘irmãos’ de facção atentar contra a vida dos policiais. Essas mensagens foram recebidas em diversos grupos de policiais do Estado”, informou a PM.

Em posse das informações e monitorando o suspeito, a equipe estava de vigilância e flagrou um fluxo intenso de pessoas na casa, que chegavam e logo saiam. A ação de monitoramento contou com a participação do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Os policiais entenderam que se trava uma de uma boca de fumo, e decidiram fazer a intervenção no momento em que o suspeito saiu na porta para atender dois usuários. Pedras de pasta base de cocaína foram encontradas no quintal de residência, bem como uma porção de maconha.

Questionado pelos policiais, S. acabou confirmando ser o autor do áudio, mas alegou que “não mata polícia” e que é “pai de família”.

Diante dos fatos, ele e os dois usuários foram levados para a delegacia, onde foram autuados. O preso por ameaça tem várias passagens criminais e já foi alvo de investigações da Polícia Civil.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

PRF apreende adolescentes que fizeram família refém e fugiram com caminhonete

Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos na madrugada de hoje (28) pela Polícia Rodoviária …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *