Jornal Página do Estado

Doria diz que irá devolver apostila recolhida, mas com encarte

Valter Campanato/ABr

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (13) que irá devolver as apostilas aos alunos da rede estadual, como determinado pelo Tribunal de Justiça, mas com um encarte explicativo. O material foi recolhido por conter “apologia à ideologia de gênero”.

Doria ordenou, no dia 3, retirar uma apostila de alunos do 8° ano da rede estadual que trata sobre ideologia de gênero. “Fomos alertados de um erro inaceitável no material escolar. Solicitei ao secretário de Educação o imediato recolhimento do material e apuração dos responsáveis”, escreveu Doria em sua conta no Twitter.

O governador não cita qual é o texto, mas trata-se de um fragmento da apostila de Ciências do São Paulo Faz Escola, programa responsável pela implantação do Currículo Oficial do Estado, formatado em documentos que constituem orientações para o trabalho do professor em sala de aula e visa garantir base comum de conhecimento e competência.

Um grupo de professores de universidades públicas paulistas ingressou na Justiça na terça-feira (10), com uma ação popular para anular o ato de Doria. No mesmo dia, o Tribunal de Justiça de São Paulo acatou a ação e determinou que as apostilas recolhidas pelo governo do estado fossem devolvidas aos alunos em um prazo de 48 horas.

Nesta sexta, Doria informou que foi feito um entendimento com o Tribunal de Justiça, Defensoria Pública e Ministério Público de devolver o material. “O entendimento nosso é de que a cartilha, em um capítulo específico, fere o Currículo Paulista. No restante, a cartilha está perfeita e pode voltar a ser distribuída e como será, de fato”, comentou.

Em seguida, o governador esclareceu que não apelou à decisão, embora fosse direito, uma vez que a decisão tinha caráter liminar. “Preferimos o diálogo, e o diálogo foi construtivo para que as cartilhas pudessem ser recolocadas nas escolas com um encarte. Com isso, teremos a correção efetiva daquele capítulo”, disse.

Por sua vez, Rossieli Soares, secretário estadual de Educação, disse que o material será devolvido até a semana que vem e que o prazo não procede.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

CARLA ZAMBELLI: ATAQUE DE GM A MORO É CRIME COMUM E DE RESPONSABILIDADE

No Twitter, a deputada federal paulista Carla Zambelli (@CarlaZambelli17) saiu em defesa de Sergio Moro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *