Jornal Página do Estado

Juiz revoga prisão preventiva de tenente-militar Paccola

Alair Ribeiro/MidiaNews

O juiz João Bosco Soares da Silva, que determinou a prisão preventiva do tenente-coronel da Polícia Militar Marcos Eduardo Paccola no domingo (8) revogação a medida e decidiu pela soltura do servidor nesta sexta-feira (13).

Ele estava preso no 1º Batalhão da Polícia Militar em Cuiabá, porque segundo o entendimento do magistrado continuava a “realizar atos ilícitos de obstrução da Justiça”.

Segundo o advogado do PM, Ricardo Monteiro, foi provado que Paccola não estava em Cuiabá em 21 de agosto, data da operação que determinou a prisão do militar e quando foi alterado um registro de arma no nome dele.

O militar foi denunciado junto com outros 4 oficiais pelos crimes de organização criminosa, embaraço de investigação, falsidade ideológica, fraude processual e inserção de dados falsos no sistema da PM.

Segundo o Ministério Público do Estado (MPE) os policiais utilizavam os cargos para um esquema de adulteração de armas, com uso de documentação falsa e uso ilegal do sistema de registro. Uma das armas fraudadas pela quadrilha foi usada para ocultar a autoria de 7 homicídios.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

Juiz tira férias e audiência para ouvir testemunhas fica para o próximo ano

O interrogatório de testemunhas na ação que investiga a morte do policial militar Abinoão Soares …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *