Jornal Página do Estado

Folha: Rodrigo Janot vende pouco na primeira noite de autógrafos de seu livro

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot vendeu apenas 43 exemplares do seu livro “Nada Menos que Tudo”, na noite desta segunda-feira (7), durante sessão de lançamento na Livraria da Vila, em São Paulo. Haviam sido colocados à venda 550 livros. A obra de memórias feita por ele em depoimento aos jornalistas Guilherme Evelin e Jailton Carvalho conta, entre outros, o episódio em que entrou armado em 2017 no Supremo Tribunal Federal com intenção de matar Gilmar Mendes.

Janot chegou atrasado. A sessão de autógrafos foi marcada para as 19 memoriahoras, mas ele se sentou na cadeira no fundo da livraria 21 minutos depois. Às 19h43 já não havia mais ninguém na fila. Depois, alguns leitores foram chegando a conta-gotas.

Não esteve presente nenhuma grande autoridade do Judiciário ou mesmo do Ministério Público Federal, que ele comandou entre 2013 e 2017.

Embora planejar um ilícito sem concretizá-lo não configure crime, o caso de Janot pode ter implicações disciplinares e civis, pois ele era da ativa e chefiava a Procuradoria-Geral da República à época dos fatos.

Nesta terça-feira (8), haverá sessão de autógrafos em Brasília. Pessoas próximas Janot disseram que esperam mais pessoas na livraria da capital federal.

Fonte: Caldeirão Politico

Jornal Página do Estado

Leia também:

Conselheiros do TCE-MT são acusados de superfaturarem 137 milhões de reais dos cofres públicos

Por Claudio Natal Capítulo 1———————————Computadores Fantasmas   Em Mato Grosso, Cuiabá, Tribunal de Contas do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *