Jornal Página do Estado

Júlio Campos muda título para Cuiabá e afirma vontade de participar de eleições

João Vieira

Ex-governador de Mato Grosso, Júlio Campos (DEM) confirmou a mudança de domicilio eleitoral para Cuiabá, com o objetivo de poder disputar as eleições de 2020, seja a municipal ou a suplementar ao Senado, caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirme a cassação da senadora Selma Arruda (PODE).

“A mudança ocorreu no mês passado para que eu esteja disponível para o partido para as eleições. Isso não significa que serei candidato, mas se o partido desejar, estarei pronto”, disse Júlio ao Gazeta Digital.

Segundo Júlio, caso permanecesse com o registro eleitoral em Várzea Grande não poderia disputar a nenhum cargo na cidade vizinha, por conta da legislação eleitoral que impede que parente de até 2º grau da atual prefeita Lucimar Campos (DEM), não poderá se candidatar.

Júlio diz estar disposto a enfrentar as urnas novamente e que não teria vaidade em ser candidato a vice em uma chapa. “Eu já ocupei vários cargos e sempre estou a disposição do partido, sou partidário. Não teria problema em ser vice de uma chapa se assim o partido preferir”.

Porém, Júlio também não descarta voltar a disputar o Senado, cargo que já ocupou na década de 1990. “Esperamos que não tenha nova eleição, até porque não tenho nada contra a Selma Arruda. Mas se for essa decisão do TSE, eu estou a disposição, assim como o deputado Botelho, o Dilmar e tantos outros do Democratas”.

Com a mudança eleitoral de Júlio para a capital, aumentam os rumores de que essa articulação passaria pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que tenta garantir o apoio do DEM para a sua reeleição.

No entanto, a aliança encontra resistência pelo grupo do governador Mauro Mendes (DEM), que atualmente dirige o partido no Estado. Uma possível indicação de Júlio Campos (DEM) a vice, poderia dividir a sigla, já que a ala histórica da sigla, não vê dificuldades em apoiar Pinheiro na capital.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

Vereador propõe que Várzea Grande construa sede do IML

O vereador Rogerinho da Dakar (sem partido) apresentou uma emenda aditiva à Lei Orçamentária Anual …