Jornal Página do Estado

Eder e mais 13 são denunciados por fraudar empréstimos de R$ 4,3 milhões

Chico Ferreira

Ministério Público Federal (MPF) de Mato Grosso apresentou denúncia contra o ex-superintendente do BicBanco, Luis Carlos Cuzziol, o ex-secretário de Estado, Eder Moraes, e mais 12 pessoas por gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro. Os crimes causaram prejuízos de  R$ 4,3 milhões ao Estado, segundo o documento do Ministério Público.

De acordo com a denúncia assinada pela coordenadora da força-tarefa da Ararath, procuradora da República Vanessa Cristhina Marconi Zago Ribeiro Scarmagnani, empréstimos eram concedidos à empresa Consnop Construções, que tinha como garantia créditos fictícios que a empresa possuía junto ao governo do estado de Mato Grosso.

Conforme informações, na delação de Cuzziol  e depoimento do dono da Consnop, Ulisses Viganó, os valores movimentados através dos empréstimos era determinados por Eder Moraes, então secretário de Fazenda, para financiamento das campanhas políticas de Blairo Maggi (PP) e Silval Barbosa.

Além dos dois também foram denunciados o ex-presidente do BicBanco, José Bezerra de Menezes, e os funcionários  da instituição financeira, Antônio Eduardo de Carvalho Freitas, Fabrício Figueiredo Acosta, Elisa Shigeko Kamikihara Kochi, Hermes Rodrigues Pimenta, Khalil Kfouri, Carolina Kassia Cocozza Fonseca Yamanaka e Sérgio Marubayashi.

Também foram denunciados os empresários Ulisses Viganó  e Denise Viganó, e os agentes públicos Paulo da Silva Costa, Ezequiel de Jesus de Oliveira Lara.

Ainda na denúncia o MPF apresenta o empresário Gércio Marcelino Mendonça Júnior, o Júnior Mendonça, como testemunha. Também foi solicitada a quebra de sigiglo bancário da Consnop Construções.

Outro lado

O Gazeta Digital procurou  o ex-secretário Eder Moraes para comentar a denúncia,  porém, não atendeu as nossas ligações até a publicação da reportagem. Já Luis Carlos Cuzziol, José Bezerra de Menezes e outros 11 denunciados não foram localizados. O espaço segue aberto para todos se pronunciarem.

Fonte: Gazeta Digital

Jornal Página do Estado

Leia também:

Mais de 5 mil mandados de prisão são suspensos no Estado após decisão do STF

Cerca de 5 mil mandados de prisão em 2ª instância foram derrubados no Estado, após decisão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *